quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Viagem a Patagônia - Parte 1

Entre alguns destinos que todos querem conhecer na Argentina, um deles com certeza é a Patagônia, pela neve, ski, lagos andinos, cordilheira dos Andes, em especial entre turistas brasileiros. Para nós, recém-chegados aqui, também era uma das nossas escolhas de turismo nas pequenas férias do Petrus.

Preparem-se, meu momento Forest Gump, o contador de histórias começou!

Já havia postado anteriormente que cruzamos 4 estados diferentes para chegar em uma cidadezinha que se chama Caviahue-Copahue. Caviahue está aberta o ano todo, pois está a mais ou menos 1647m. Copahue é um pouco mais alto na cordilheira e permanece fechada durante o inverno, pois a neve atinge 7 metros de altura e deixa a cidade inteira só com os telhados de fora, louco né. Junto a estas cidades está o único vulcão ativo da Argentina, que se chama Vulcão Copahue, que está uns 2700m. Também possui águas termais e lama vulcânica termal.

Em geral, turistas brasileiros vão para Bariloche (Río Negro), San Martíns de los Andes e Junín de los Andes (ambas Neuquén), todas cidades a uns 200-400km o sul de Caviahue. Nós escolhemos Caviahue primeiro por indicação de uma pessoa, depois porque é um destino menos explorado que Bariloche, e consequentemente mais barato. E nos contaram que a região era muito bonita.

Durante nosso cruze pela Argentina passamos por todos os tipos de vegetação. É muito interessante como a Argentina é diferente do Brasil. Enquanto no Brasil abunda o verde, florestas, plantações, serras, aqui as cores são outras, e alturas também. Quase tudo é plano, tirando a parte da Cordilheira, óbvio.

Pela província de Buenos Aires podemos ver o grande potencial agrícola da Argentina. Saindo de Buenos Aires, praticamente tudo é fazenda. Eu não tirei foto pq estava dormindo o sono dos justos! hehehehe

Entrando na província de La Pampa, vemos uma cópia do Sul do RS e do Uruguay, um campo plano, poucas árvores e muito, muito gado. Para quem não sabe, a população de gado na Argentina é maior que a de pessoas. Os carnívoros da casa agradecem.

La Pampa - só faltou as vacas na foto!

Momento Lourenço avistando o gado:
- Filho, olha quanta vaquinha!
- Hum, carrrrrrne!

Cruzamos um pedacinho da província de Río Negro, onde já inicia o deserto patagônico. E aqui começa o nada! Quando eu falo nada, é nada. Um matinho no campo e muitos kms sem avistar nada além de umas macumbas na estrada, a auto-estrada e o nada propriamente dito. Se olha para o horizonte, aquele retão sem fim.


O nada!

O nada com água!

Finalmente entramos na província de Neuquén, onde estava o nosso destino final. Aqui também é um desertão. Mas de vez enquando apareciam kms de picaretas de extração de petróleo e gás natural. Que é de encher o orgulho brasileiro, já que a YPF, refinaria argentina, vendeu uma boa parte de suas ações para a Petrobrás. E toda a tecnologia de extração de gás natural e petróleo é brasileira! UHU!
Muitos kms com picaretas de extração.

E de repente, o cenário começa a mudar, e vc vê aquela Cordilheira nascendo, com os picos cheios de neve! E do nada a paisagem vai mudando, ficando mais branquinha, o frio aparece. Eu acho a Cordilheira meio mágica. É muito grande, muito extensa. Deve ter muitas histórias, fico imaginando os povos que já cruzaram aqui, que vivem aqui, os barulhos, como são as estações do ano. Esta coisa louca de vulcão, neve, nevasca.




Durante toda a nossa travessia por estas províncias, quando observava as mudanças, e depois quando tu estás de frente pra Cordilheira, todas as cores, cada monte, cada riacho, tudo que estava em volta de nós. Me lembrei do seguinte versículo:

"Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis." Romanos 1:20.

A natureza fala do seu Criador! Ela mostra o quanto Deus é criativo, lindo, que cada lugar na terra tem a sua beleza especial. Me lembrei de vários lugares que ainda queremos conhecer e tudo, tudo foi Deus quem criou! Me lembrei também que toda esta criativadade de Deus, foi "desenhada" em apenas 6 dias! Pare e pense em todas as belezas naturais! Todas, sem exceção, Deus criou em 6 dias! Sem falar nos bichinhos e nós, que somos o ponto mais alto e importante da criação de Deus! É muito bom conhecer e reconhecer Deus em todas as coisas. Lindo d+.

Continua.

Um comentário:

viajandocomdeus disse...

Lindo mesmo! quero ver mais!! espero que tenham disfrutado muito deste tempo.bjinhos

Postar um comentário