quinta-feira, 25 de março de 2010

Já somos residentes!

Terça-feira fizemos nossos trâmites na migração para o visto de residentes. Agora somos residentes e não mais turistas, estamos com um tipo de visto temporário que se chama "Precaria". Em até 90 dias entregam nossa "carteira de identidade" argentina, que é como o visto de permanência e residência. Demoramos 4h30min para fazer tudo, mas saiu.

Para pessoas oriundas do Mercosul é bastante simples o procedimento, mas para os que não são do Mercosul existe uma lista maior de requisitos e documentos, quase como os requisitos para tirar o visto para os EUA no Brasil.

Na Migração havia muita gente, principalmente peruanos, bolivianos e paraguayos. Muitas pessoas que vêm para Argentina fugindo da pobreza de seus países. Onde há mais pobreza e desigualdades que no Brasil e Argentina. Eles consideram o Brasil um país riquíssimo!

Nos sentimos bem-aventurados, temos assistência de uma empresa de que está fazendo toda a parte de documentação, com conhecimento sobre o tema e informações atualizadas. No nosso caso, toda a documentação estava completa e em ordem. Muita gente não tinha informação atualizada sobre a documentação, outros não sabiam ler. Conversei com uma moça peruana que vive aqui a mais de 4 anos com sua família e ainda não tem o documento de residência. Ela me disse que de tempos em tempos mudam as exigências, que é caro o valor do visto, etc. Muita gente deve ter chegado à Argentina sem ter onde morar direito, sem certeza de emprego, apenas pela esperança de ser um lugar melhor que a sua terra. Mas esta moça estava super feliz por estar fazendo o visto de toda família. Enquanto esperávamos o Lourenço e os filhos dela brincaram bastante, comeram bolacha, caiam, corriam... essas coisas que criança tem de agregar pessoas. Somos muito abençoados diante da situação de muitos ali.

A divisão de Migração fica na área portuária da cidade, ali passaram muitos imigrantes espanhóis, italianos, judeus, franceses quando chegavam à Argentina de navio a mais de 100 anos. Fiquei sentida porque deixei a máq. fotográfica em casa... Pensei que era super-mega-vigilado, como obter visto americano, mas é bem mais simples e tranqüilo

2 comentários:

viajandocomdeus disse...

Que bom!, fico feliz por ver que tudo correu bem e também pela oportunidade que tiveram de compartir e conhecer outras pessoas.
bjos

Sueli disse...

Carol, isso me faz pensar o quanto nós não olhamos para as necessidades a nossa volta e como estamos distante do Senhor Jesus, que vivia entre os necessitados e agia em favor deles.
Realmente criança agrega pessoas, né? Que facilidade para relacionamentos!!!
Aproveito para deixar meu abraço bem apertado.
Sueli

Postar um comentário