quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Blogger funciona meu filho

Queridíssimas!
Eu ando costurando bastante! Tanto que costurei um monte de coisas, tirei fotos e hoje... deletei!
Sim, a monstra-mãe, estúpida consegue fazer estas coisas!

Bem, mas eu estou tentando colocar um link do FLICKR no blog! Sei lá, para ter as duas coisas mais ou menos juntas! E daí que não funciona lá estas maravilhas! Mas td bem, uma hora eu consigo que funcione!

Enquanto isso, na terra dos mortais, aí vai meu FLICKR com apenas ALGUMAS, das minhas costuras!

Beijo grande em vocês e Feliz Ano Novo!

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Sobre bilinguismo

Hoje estava eu lendo o blog Filhos bilingues, que eu adoro ler, e tinha um texto de uma estudiosa de multilinguismo Madalena Cruz-Ferreira, do blog Being Multilingual muito legal.

Vou colocar apenas um trecho do artigo de Madalena, leia a íntegra aqui

"A minha filha começou a tentar juntar palavras para dizer frases e começou a gaguejar, será por nós falarmos duas línguas com ela? (Resposta: construir frases fluentes implica muita ginástica de músculos ligados à fala, e muita ginástica intelectual. Coordenar tudo isso requer treino, e treino prolongado. Meninos monolingues também gaguejam nesta fase de aprendizagem, e todos os meninos também tropeçam e caem quando aprendem a andar e querem correr.)


Todas as perguntas, no entanto, refletem um sentimento de diferença, e principalmente de exceção: nós, multilíngues, somos diferentes deles, monolingues, e eles são a norma. O que resulta em pensar que meninos multilíngues fazem ou não fazem certas coisas porque são multilíngues. Eu gosto sempre de questionar perguntas, para ver se elas têm razão de ser, e uma questão é certa: a convicção de que o multilingualismo causa, ou afeta, ou piora, ou melhora, ou tem alguma coisa a ver com o desenvolvimento da linguagem e o desenvolvimento geral infantil é apenas isso, uma convicção. Não existe fundamento científico para afirmar que uma quantidade, número de línguas, tenha influência numa qualidade, aquisição da linguagem."


Quando leio que pessoas que estudam o tema multi-bilinguismo escrevem coisas que nós, sem saber, fazemos na prática, eu fico tão feliz! Porque Petrus e eu adotamos algumas coisas com as crianças. Elas escutam qualquer coisa em 3 idiomas distintos, mas nós seguimos falando em português, com outros ou não presentes. Se os outros vêem estranho, quando estão conosco, o fato de seguirmos falando em português, isso não me importa, as crianças seguirão sendo atendidas em português. As vezes isso parece meio óbvio, tipo: todos são do Brasil, todos falam português. Mas eu tenho visto/lido muitas famílias brasucas q moram no exterior e seus filhos compreendem português, mas não falam. Pode ser que seja um cuspe na testa isso q escrevi relacionado à Olívia, que nasceu em um ambiente porteño, espero que não.

Deixa eu contar que o Lourenço anda falando português com sotaque de gringo (por causa dos filmes q vê em inglês) e com cantadinha de porteño. É uma mistureba no pobre guri!
É isso!
Beijos, fui!

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Just us!!

E quando não se pode ir lá fora brincar! A gente brinca dentro mesmo! Uns dois meses atrás!


quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Pensamentos Lourencisticos

- Mãe, porque eu ficando "gandão", porque quando eu era pequininho eu chorava assim ó: UÉ-UÉ-UÉ, e eu pedia ajuda. Mas agora eu tô ficando "gandi" e eu vou ter barba, e eu vou pegar a Olívia no colo. Mãe, eo tô ficando "gandi"?

++++++++++++++++++++++++++++++

-Mãe, eu ficando "gandão"! Posso ligar o DVD sozinho?

++++++++++++++++++++++++++++++

Eu: - Lourenço, já que tu estás ficando grande, acho que não precisa mais usar fralda para dormir, não acha?
Lourenço: - Não, eu ainda tô bem piquininho!


Nem ele sabe o que é!

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Just me!!

Guriazinha da mamãe! Te mordo, Te amo!